segunda-feira, 2 de março de 2009

Vida Em Extinção

O cerrado caracteriza uma vegetação predominante em grande parte do território brasileiro, já chegou a ocupar um quarto de área do país, cobrindo dez estados, hoje resta apenas 20% dessa totalidade. A presença das três bacias hidrográficas, que são as maiores da América do Sul, Tocantins-Araguaia, São Francisco e Prata favorecem a biodiversidade da fauna e flora. A partir desses dados, vamos restringir o foco de observação e análise na zoogeografia do cerrado, ou seja , o potencial faunístico desse domínio fantástico que é o cerrado. A seguir veremos uma série de animais que transita nos variados subsistemas do cerrado:









Anta (Tapirus terrestris): Peso adulto entre 140 a 250 kg, locomove em todos os subsistemas do cerrado, embora encontra-se com maior freqüência em subsistemas de veredas e ambientes alagadiços e matas ciliares.









Ariranha (Pteronura brasiliensis): Peso adulto 20 kg, transita em mata ciliar.









Bugio-Preto ou Guariba (Alouatta caraya): Peso adulto 8 a 10 kg, apresenta-se no subsistema de mata ciliar.










Cachorro-do-mato (Cerdocyon thous): Peso adulto 8 kg, transita no subsistema de campo e cerrado.











Cangambám ou Jaratataca (Conepatus semistriatus): Peso adulto 1 kg, transita nos subsistemas de campo e cerrado.








Capivara (Hydrochoerus hydrochaeris): Peso adulto 60 a 70 kg, apresenta-se nos subsistemas de veredas e ambientes alagadiços e em matas ciliares.





Cuíca (Philander opossum): Peso adulto 500 g, transita em todos os subsistemas.









Cutia (Dasyprocta aguti): Peso adulto 3 kg, transita nas matas e matas ciliares.








Gambá (Didelphis albiventris): Peso adulto 1 kg, transita nos subsistema cerradão e mata.









Gato-do-Mato (Felis colocolor braccata): Peso adulto 3 kg, transita no subsistema de cerrado.








Gato-Maracajá (Felis wiedii): Peso adulto 6 kg, transita na mata.








Gato-Mourisco (Felis yaguaroundi): Peso adulto 10 kg, transita nas veredas e em ambientes alagadiços.










Guaraxaim (Pseudalopex gymnocercus): Peso adulto 6 kg, transita no subsistema de campo e cerrado.









Irara (Eira barbara): Peso adulto 8 kg, transita nos subsistemas de mata, mata ciliar.








Jaguatirica (Felis pardalis): Peso adulto 16 kg, apresenta-se no cerrado, cerradão, mata e mata ciliar.









Lobo-Guará (Chrysocyon brachyurus): Peso adulto 25 kg, transita nos subsistema de campo, cerrado e mata ciliar.









Lontra (Lutra longicaudis): Peso adulto 10 kg, transita na mata ciliar.








Mão-Pelada (Procyon sp): Peso adulto 15 kg, transita no subsistema de mata ciliar.







Onça Pintada ou Onça Preta (Panthera onca): Peso adulto 80 a 100 kg, transita nos subsistemas de cerradão, mata e mata ciliar.







Ouriço-Caixeiro (Coendou prehensilis): Peso adulto 6 a 8 kg, transita no cerradão, mata, mata ciliar, veredas e ambientes alagadiços.







Paca (Cuniculus paca): Peso adulto 6 a 8 kg, transita no subsistema de mata ciliar.








Porco-do-Mato - Queixada (Tayassu pecari): Peso adulto 35 a 40 kg, transita pelos subsistemas do cerrado, cerradão, mata e mata ciliar.







Porco-do-Mato - Cateto (Tayassu tajacu): Peso adulto 20 kg, transita nos subsistemas de cerrado, cerradão, mata e mata ciliar.








Preá (Cavia aperea): Peso adulto 1 kg, transita no subsistema de matas ciliares.







Quati (Nasua nasua): Peso adulto 5 kg, transita nos subsistemas de cerradão e mata.







Raposa-do-campo (Dusicyon vetulus): Peso adulto 8 kg, transita no subsistema de campo.








Suçuarana (Felis concolor): Peso adulto 60 kg, apresenta-se nos subsistemas de campo, cerrado, cerradão, mata e mata ciliar.







Tamanduá Bandeira (Myrmecophaga tridactyla): Peso adulto 90 a 100 kg, transita em subsistema de campo e cerrado.








Tamanduá Mirim (Tamandua tetradactyla): Peso adulto 5 a 8 kg, transita em todos os subsistemas, mas apresenta-se com maior freqüência no campo.








Tatu-canastra (Priodontes maximus): Peso adulto 35 a 50 kg, são encontrados nos subsistemas de campo, cerrado, cerradão e mata ciliar.







Tatu-peba (Euphractus sexcinctus): Peso adulto 3 a 4 kg, transita em campo e cerrado.







Tatu-bola (Tolypeutes tricintus): Peso adulto 2 a 3 kg, transita nos subsistemas de campo e cerrado.








Tatu-galinha (Dasypus novemcinctus): Peso adulto 6 a 8 kg, transita no subsistema de campo, cerrado, cerradão e mata ciliar.







Tatu-de-rabo-mole (Cabassous unicinctus): Peso adulto 3 kg, apresenta-se em subsistemas de campo e cerrado.







Veado Catingueiro (Mazama americana): Peso adulto 20 kg, transita no subsistema do cerradão, mata e mata ciliar.







Veado do campo (Ozotoceros bezoarticus): Peso adulto 40 a 60 kg, transita com maior freqüência no subsistema de campo e cerrado. Veado mateiro (Mazana Americana): Peso adulto 25 a 30, transita no subsistema de cerradão, mata e mata ciliar.











Atividades Educativas:

http://www.atividadeseducativas.com.br




Atividades Sobre Ciências:

http://www.atividadeseducativas.com.br/index.php?lista=ciências

5 comentários:

  1. BOa tarde,
    Muito legal seu blog, deixo minha sugestão para ehoras abaixo.
    Muito me preocupa quando leio Cerrado com letra minúscula, isso não acontecem quando escrevem Amazônia. O Cerrado é um Bioma brasileiro tão importante quanto a Amazônia, então deixo minha sugestão para que sempre escreva Cerrado, assim não desmerecemos este rico Bioma. Visite nosso blog: http://www.biosferams.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. oi estamos fazendo um trabalho de geografia sobre o cerrado e queremos mt esse seu video queremos saber se vc nos autoriza a pegar o seu video para por no nosso trabalho mas para isso voce teria que por no youtube muchas gracias

    ResponderExcluir
  3. Belo o seu trabalho, espero que todos que leiam esse blog, nao seja so para trabalho de escola, mas sim para se concientizar das nossas atitudes e trazê-nos um mundo melhor. Obrigada, e apoiarei bastante seu blog #tamojuntoBR

    ResponderExcluir
  4. Olá estava assistindo o programa de vidas em extinção, nosso planeta está morrendo por causa do dióxido de carbono.
    Tem um brasileiro que desenvolveu um carro com combustível a base de água, isto ajudaria muito o planeta na questão de poluição. Quem sabe vcs com a força e influência que tem podem fazer isso acontecer

    ResponderExcluir
  5. Olá estava assistindo o programa de vidas em extinção, nosso planeta está morrendo por causa do dióxido de carbono.
    Tem um brasileiro que desenvolveu um carro com combustível a base de água, isto ajudaria muito o planeta na questão de poluição. Quem sabe vcs com a força e influência que tem podem fazer isso acontecer

    ResponderExcluir